Blog


O que o Projeto Político-Pedagógico (PPP) pode fazer em sua escola

O Projeto Político-Pedagógico (PPP) na sua escola deve ser sempre revisto e atualizado, confira nossas dicas sobre as vantagens ao revisar o PPP da sua escola

O que o Projeto Político-Pedagógico (PPP) pode fazer em sua escola

Dificilmente uma escola não possui objetivos que buscam melhorar o processo de aprendizagem. Neste sentido, é muito interessante que haja uma proposta para se aproximar ao máximo dos propósitos que a instituição pretende alcançar, e é aí que reside o projeto político-pedagógico (PPP), essencial para a ordem e programação do ano letivo. Este projeto se propõe à organização para se desenvolver de forma positiva o ensino e é de suma importância para a escola. Neste artigo, vamos esclarecer mais sobre a natureza do PPP, características que proporcionam sua melhor elaboração e falaremos sobre a necessidade de seu uso.

1. O que é o PPP

Em resumo, o documento reúne as ações que a escola tomará como comprometimento para uma gestão escolar colaborativa. Após a Constituição de 88, o PPP surgiu na tentativa de oferecer autonomia para escolas na composição de sua identidade própria. Tudo isso a fim de se estabelecer uma gestão democrática no ensino, levando em consideração as necessidades de cada instituição. Ficou assim determinado pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB-1996), em seus artigos 12, 13 e 14, que cada escola teria liberdade para instaurar o seu PPP. Ou seja, cada gestão escolar estaria de fato livre para elaborar um documento conforme suas carências, tendo autonomia para a escolha dos professores, dos funcionários e dos colaboradores que ajudam no desempenho da instituição.

O projeto, como indica o nome, estabelece um planejamento de ações que devem ser executadas durante um período de tempo, seja durante o ano ou o semestre; os parâmetros políticos pelos quais isso será possível, dada a escola como lugar de formação de sujeitos conscientes, cidadãos com pensamento crítico e responsáveis, atuantes na sociedade; e também os caminhos que serão percorridos para que isso seja feito, no que diz respeito aos recursos e aos planos educativos para o fim desejado. Este documento deverá ser revisado e enviado à Secretaria de Educação anualmente.

2. A relevância do PPP

A força do PPP reside na organização das três dimensões do planejamento da política e da pedagogia, constituindo-se assim como uma guia que indica as instruções para melhorar o rendimento de todos que trabalham para o bem comum da escola. Por sua natureza democrática, o projeto deve buscar ao máximo o esclarecimento e a completude sem deixar de lado as peculiaridades do aprendizados de diferentes alunos e, por isso, a maleabilidade.

Por conter dados tão importantes, o PPP funciona como um forte medidor no que diz respeito ao planejamento e observação para que todos, direção, coordenação, corpo docente e colaboradores, tenham mais segurança nas decisões internas que devem ser tomadas. Portanto, não é nada saudável que o projeto esteja obsoleto, fora do contexto atual, mas que, com a ajuda da comunidade escolar, esteja em constante revisão e atualização. O PPP é uma fonte de referência importantíssima para a instituição pensar sobre suas ações e atuação.

3. Como deve ser feito o PPP

É desejável que o documento tenha informações que contemplem a missão da escola, a formação do corpo docente e administrativo, as características do seu público, dados sobre a aprendizagem, diretrizes pedagógicas, recursos disponíveis, planos de ação e relação com os pais.

Essas informações vão dar campo para determinar quais estratégias a escola definirá para o cumprimento de seus prazos e metas. E, ao contrário do que pensam, erroneamente, muitos gestores e diretores, o documento deve estar visível em um lugar acessível aos participantes de sua elaboração. Assim, assegura-se a importante consulta do PPP para as tomadas de decisões.

É elementar que a composição do PPP seja colaborativa e que vá além da mera formalidade do cumprimento legal. O PPP deve ser preparado com calma, baseando-se em pesquisas, visto que deseja retratar as verdadeiras necessidades da escola, e não pode, em hipótese alguma, apenas ser copiado de um outro modelo. Se não há participação da comunidade escolar na estruturação do PPP, dificilmente essa escola se enxergará nele.

4. Conclusão

É essencial que, com o passar dos anos, o PPP seja revisto, atualizado e analisado profundamente, de acordo com as mudanças pelas quais a escola passou e as novas urgências de seus alunos, professores e colaboradores. Se houver necessidade de mudança no documento, o que é muito possível, as propostas devem ser votadas de forma democrática. Assim como assegurar a sua atualização, é importante que todos tenham acesso às informações do documento, só assim valerá sua importância.

Estabelecendo uma boa estrutura para o PPP, a escola e toda a sua comunidade é beneficiada, visto que sua identidade se torne cada vez mais estável, clara e expressiva. Assim, toda a equipe da instituição terá mais confiança para tomar decisões em busca da melhoria da educação.

Fonte:
O que o Projeto Político-Pedagógico (PPP) pode fazer em sua escola

Redator, social mídia, pesquisador e entusiasta das artes pelo Cena Livre de Teatro, grupo atuante na UFMT. Aluno do terceiro ano de Letras-Literatura na instituição federal, e fotógrafo nas horas vagas.


ENEM estuda.com é um sistema para estudantes que desejam ingressar em um curso de nível superior. Resolva questões através do computador, tablet ou celular.vestibular,enem,questoes,estudar,alunos,simulados,questões enem,simulados enem,simulados vestibular,vestibular,provas,provas enem