Redação 5093

Sem Título

Conquanto temos o índio retratado como herói brasileiro na segunda geração romântica substituindo o cavaleiro medieval a realidade atual é o inverso, infelizmente. A concentração fundiária no Brasil, precariamente, é distribuída e a ganancia capital faz com que a minoria sofra pressões para a entrega de suas posses, inclusive os povos indígenas.

Ao se analisarmos a historia desde a chegada dos portugueses e ao seu encontro com os povos nativos é indiscutível a repressão sofrida ao mesmo registrado na Carta de Pero Vaz de Caminha em que cita "não tem lei, não tem fé, nem rei" o que começa o processo de aculturação, em que são catequizados a partir do Jesuítas, incluidos em um sistema que não pertence diante aos escambos.

Examinando a miscigenação presente no nosso país é possível concluir o abuso com as índias já que elas só se relacionavam com sua tribo e era fiel ao seu parceiro, e que foi ressaltada nas expedições bandeirantes ademais que utilizava os nativos encontrados para mão-de-obra escrava e dominação de suas terras.

Tendo em vista os argumentos apresentados consumasse que a exclusão e a pouca relevância à cultura e aos direitos indígenas, mesmo presente nas constituições mas facilmente burlada. É de grande importância a presença dos índios e o reconhecimento dos bravos, guerreiros e filhos do norte, dessa maneira é de suma significância a intervenção do Estado garantindo os direitos como a propriedade e a preservação da sua cultura e que seja apresentada a população não como folclore mas como sua real identidade para que assim eles tenham seus costumes preservados e nós tenhamos presente no território brasileiro nossos I-Juca Pirama



ENEM estuda.com é um sistema para estudantes que desejam ingressar em um curso de nível superior. Resolva questões através do computador, tablet ou celular.vestibular,enem,questoes,estudar,alunos,simulados,questões enem,simulados enem,simulados vestibular,vestibular,provas,provas enem