Blog

Cinco dicas para se programar para o ano letivo

Preparamos cinco dicas rápidas para ajudar você a se programar e aproveitar muito mais o ano letivo. Inspire-se com a gente nesse período de mudanças e novos amigos de turma. Confira...

Cinco dicas para se programar para o ano letivo

É normal que a gente se sinta um pouco desorientado no ínicio do ano letivo. Afinal, todo começo de ciclo vem acompanhado de mudanças e, como dizem, mudar não é coisa fácil. Mas, é uma boa chance para repensar as motivações, o que fizemos no ano anterior e como isso pode ser melhorado. Vamos assumir: não dá pra deixar de lado aquela inspiração que a gente sente neste período, sem falar que sempre dá aquele friozinho na barriga pelo reencontro com os amigos de turma. Então, nada melhor que aproveitar o momento para se programar para o que vem aí!

Pensando nisso, a gente organizou cinco dicas rápidas para ajudar você a se programar e aproveitar muito mais o ano. Mas, não é para só ler, hein? Tem que praticar. Assim, o aprendizado de cada disciplina pode ser otimizado e a sua qualidade de vida também agradece. Certo? Certíssimo. Vamos às dicas!

Organize os materiais

Essa dica aqui parece ser clichê, mas a gente sabe que não tem coisa pior que chegar na sala de aula no primeiro dia e não ter condições de traçar metas ou mesmo se programar com os planos que os professores disponibilizam. Então, melhor não vacilar com os materiais e nem deixar para última hora a arrumação deles: aproveite os últimos dias das férias para essa função. Essa é a hora de dar aquela vasculhada observando o que já tem em casa, principalmente cadernos ou materiais que ainda podem ser usados (a mãe natureza agradece), e fazer a listinha para as compras. Ah, se organizar com antecedência é sempre a melhor opção. Fechou?

Planejamento estratégico

Depois de organizar os recursos que vai utilizar, ou seja, o material, é a vez de planejar quais, em qual data, e o quanto de tempo vai ser investido em cada conteúdo. Para isso, a melhor forma é se achegar à agenda, seja ela de papel ou digital, e marcar datas estrategicamente para se dedicar mais e melhor. Uma coisa que funciona muito é dividir o aprendizado em ciclos. Por exemplo, se você precisa reforçar os conhecimentos sobre o período quinhentista, pode dividir em módulos de “Grandes Navegações - parte I, parte II,lll...”, e assim por diante, conforme achar necessário. Se esse é o ano que vai prestar ENEM e vestibular, o planejamento é um ponto ainda mais relevante, com o teste aí não tem como se enganar: tem que enfrentar os conteúdos mais temidos e dar atenção a eles.

Ter meta é importante

Você já começou a fazer uma coisa, se dedicou, leu, pesquisou, e quando estava lá no meio, se olhou e perguntou “que que eu tô fazendo?” Então, se você quer ter seus estudos melhorados, essa perguntinha não pode nem pensar em brotar na sua cabeça. É essencial saber onde e como se quer chegar. Quais são seus objetivos? Melhorar em raciocínio lógico? Melhorar seu poder de síntese na redação? Melhorar a sua capacidade de leitura histórica? O que é preciso para isso, como isso pode ser feito de forma diferente do que já foi experimentado? Clareando as metas, a chance de dar certo é muito mais alta. Decida o que quer e determine um prazo para cumprir, assim você consegue acompanhar os resultados e manter o foco nos estudos.

A (des)arte da procrastinação

A gente poderia citar inúmeros ditados populares a respeito do ato de procrastinar, ou seja, de deixar as coisas para depois, mas “não deixe para amanhã o que você pode fazer hoje!” foi eleito o mais direto e mais objetivo para a ocasião. Sim, se você deixou marcado para estudar em uma a semana o conteúdo X, faça isso. Porque depois, só acumula, sem contar que juntam os compromissos da vida social em atraso, da família, dos amigos, e aí vai… O fim dessa história a gente já sabe: uma perfeita bola de neve. Outra coisa: desconfie de “tempo sobrando”. Sempre há algo para ser feito, então tenha em mente que o que adiantar hoje, vai liberar tempo para dedicação à outra função tão importante quanto.

Descanse e ajuste o relógio

Descansar também faz parte de voltar às aulas, é muito importante começar a adaptar a sua energia e o seu relógio biológico para a rotina das aulas. Afinal, ficar as férias inteiras jogando games e colocando as séries em dia não é fácil, a gente fica em outro ritmo e a volta pode ser cômica, se não trágica. Fica esperto: é legal começar a dormir menos nos últimos dias das férias. O objetivo é seu corpo não sentir drasticamente quando tiver de acordar cedão para ir a aula. Pode dar certo deitar mais cedo e acordar mais cedo também. Ou não. Mas, vale a pena tentar.

 

Agora é aceitar todos os lados positivos de voltar aos estudos, se programar e aproveitar o ano que vem aí! Se curtiu as dicas, fique de olho em nosso blog e nas novidades que vão te ajudar a estudar. Até a próxima!

Fonte:

ENEM estuda.com é um sistema para estudantes que desejam ingressar em um curso de nível superior. Resolva questões através do computador, tablet ou celular.vestibular,enem,questoes,estudar,alunos,simulados,questões enem,simulados enem,simulados vestibular,vestibular,provas,provas enem