Blog

Os benefícios de estudar online 

É aquela frase clichê: na internet a gente acha o que quiser! Utilizar todos os recursos disponíveis para aprender e alcançar objetivos sem se preocupar onde está, é algo que ainda chama muito a atenção. Por isso, a Estuda.com te conta o porquê é tão legal navegar aprendendo! Confira.

Já somos capazes de fazer um transplante de face, temos impressões em 3D, aplicativos de tradução instantânea, próteses com tecnologia de ponta e tão eficazes quanto as humanas, temos produção automatizada. É, parece mesmo que o futuro chegou.  E a educação, como se encontra no meio desse avanço tecnológico? Pela nossa vivência nos dias atuais, sabemos que o acesso à informação e ao conhecimento foi amplamente facilitado, principalmente nas últimas duas décadas. Isso tudo graças à famigerada, a mais conhecida que qualquer  tio do melhor baguncinha de qualquer bairro, mais célebre que seja lá qual ator ou atriz renomada de Hollywood, ela mesma: a Internet. Neste artigo, você vai conferir como, a cada dia, tem se tornado mais comum estudar online, como a rede mundial de computadores, desde o seu lançamento em 1991, tem ganhado cada vez mais lugar em nossas vidas e como isso influencia em nossa rotina educacional. Confira!

Um pouco de história e número sobre a educação online

Os primeiros relatos de que existiu transferência de conhecimentos à distância se encontram ainda no século XIX. E a gente achando que tava no ápice da modernidade. Mas, Isaac Pitman já ensinava estenografia totalmente afastado de seus alunos, em 1840, no Reino Unido, além dos registros de cursos de línguas por correspondência em 1856, ministrados por Charles Toussaint e Gustav Langenscheidt.

Pulando a história para esse lado do tempo, já em 2016, um relatório divulgado pelo MEC/Inep, no mesmo ano, apontou  que a participação da educação a distância em 2006 era de 4,2% do total de matrículas em cursos de graduação e aumentou para 18,6% em dez anos. Já nos EUA, um censo feito pela Online Colleges, afirmou que 96 é o percentual de universidade tradicionais que oferecem algum tipo de curso online. Como vimos, o crescimento na categoria desse tipo de estudo se mantém firme. A seguir, vamos falar sobre as vantagens de poder estudar conectado de qualquer lugar.

Flexibilidade

É inegável que hoje muita gente possua inúmeras tarefas e estudar talvez seja só uma delas. Por isso, se preparar para o vestibular à distância é uma alternativa e tanto para quem precisa de autonomia e maleabilidade de tempo. O estudante que se dedica de casa pode fazer seus próprios horários, organizar um espaço próprio para os estudos, além do conforto de ficar mais à vontade. “Ver vídeos aulas sempre me ajudou nos estudos, principalmente em momentos que eu não entendia a matéria muito bem em sala ou quando apenas não lembrava muito bem dela. Gosto de ver vídeos também com dicas de estudos e assuntos que nem sempre aprendo na escola, como inglês com objetivo de alcançar a fluência da língua e conteúdos que caiem em vestibulares mas eu não os vi ainda na escola.”, disse Mayara Gomes.

Nem tudo são flores. O estudo autônomo e tem inúmeras vantagens, porém, é necessária uma dedicação maior do aluno para que esse não abandone as metas que traçou para si mesmo. Diferente da aula tradicional, quem se cobrar neste modelo de estudo é o próprio estudante. “Eu me encontrei muito facilmente no estudo à distância. Trabalho muito e, com certeza, faltaria tempo para que eu pudesse comparecer presencialmente em qualquer curso superior por agora. Estou recém formado em um curso EAD e posso dizer que aprendi tanto quanto minha primeira faculdade me ensinou, mas claramente o esforço também foi semelhante e percebi que o empenho online é uma coisa que vem do aluno, mas que pode gerar grandes resultados. Precisa ter disciplina” Completou Eduardo Butakka, formado em Publicidade e Propaganda pela Universidade de Mato Grosso (UFMT) e recém formando em Teatro pela Universidade de Brasília (UNB).

Economia

Sem dúvidas, uma das grandes vantagens de se estudar em casa é a relação custo-benefício. Ainda que exista uma despesa, esse valor costuma ser muito menor que o pago por aulas assistidas em sala. Isso porque os cursos pela internet possuem um preço menor que os convencionais, levando em conta que esses últimos precisam lidar com contratações de equipe, gastos com estrutura física e corpo docente. Outra questão é o trâmite do estudante até o local da aula, que muitas vezes, como no caso da Fulana da Silva, demora muito e também não é nada barato.

Da mesma forma, os investimentos com os livros diminui, já que pela internet temos acesso a muito deles em PDF e gratuitamente. Além disso, o estudante consegue se planejar melhor e comprar mais barato os títulos que deseja (fica a dica: eles são muito mais baratos na Amazon ou na Estante Virtual que nas livrarias físicas), tudo pela rede. Entre as bibliotecas que dispõem de obras na íntegra, estão a Biblioteca Digital Camões, o Domínio público e a Virtual books.

Interatividade

Uma das coisas mais interessantes da internet é a interação por ela proposta. Nenhuma outra mídia permite tamanha rapidez e proximidade entre pessoas distanciadas no tempo e no espaço: na rede tudo é possível, pausar, voltar atrás, excluir, armazenar, guardar pra depois, aprender por texto, por vídeo, por fotografias, filmes, matérias jornalísticas. As aulas em vídeo são grandes exemplos, por meio delas, você pode ter acesso ao conteúdo sempre que precisar. Além disso, a recursividade, possibilidades dessas informações serem apresentadas, é maior ainda, já que você pode assistir diferentes professores falando, a sua maneira, sobre determinada matéria.

Da mesma forma, dá pra conversar com os professores por comentários, e-mails, bem como expor suas opiniões e participar de discussões com outros alunos. Falar sobre um assunto diz muito sobre o que você sabe a respeito dele, e ler outros olhares reafirma o que você já conhece, mas não limita a oportunidade de aprender mais.

Dicas para estudar de casa

  1. Tenha disciplina: o primeiro passo é só você quem pode dar. Em casa não tem professores e outros colegas para incentivar suas práticas, então: é você por você mesmo. Faça um plano de estudos, determine tempo para o cumprir e tenha em mente que matéria estudada é matéria aprendida. Não saia de um conteúdo sem, ao menos, entender ele de forma simples. O essencial é ser sincero consigo mesmo, ter paciência, não desistir de aprender e lembrar que organização já é meio caminho andado.
  2. Prepare seu espaço: separe um cantinho que você vá usar para estudar sempre. Isso vai estimular você a se habituar com a atividade, já que será seu espaço específico para se dedicar aos estudos. Sabe o sofá e a soneca? Então, é a mesma coisa, só que ao contrário: sofá > lugar de soneca, cantinho dos estudos > lugar de estudar.
  3. Faça metas e pausas: as metas e os objetivos, primeiro de tudo, devem ser possíveis. Não tem nada mais desmotivador que fazer um plano para estudar e sempre ficar devendo, parece que a gente tá se auto sabotando. Então, seja realista: trace metas que possam ser atingidas gradualmente, dia a dia, assim, você se motiva enquanto avança as etapas. Entre elas, pense no seu descanso, faça pequenas pausas de dez a vinte minutos e, depois disso, retome as atividades. Coisa importantes: cuidado com as ciladas da net, feche todas as redes sociais, Whatsapp Web e outros enquanto estiver estudando pelo computador.

 

Fonte:

Redator, social mídia, pesquisador e entusiasta das artes pelo Cena Livre de Teatro, grupo atuante na UFMT. Aluno do terceiro ano de Letras-Literatura na instituição federal, e fotógrafo nas horas vagas.


ENEM estuda.com é um sistema para estudantes que desejam ingressar em um curso de nível superior. Resolva questões através do computador, tablet ou celular.vestibular,enem,questoes,estudar,alunos,simulados,questões enem,simulados enem,simulados vestibular,vestibular,provas,provas enem